PADRE LÍVIO: “MEDJUGORJE É O ANTÍDOTO PARA O FIM DO MUNDO”

Tempo de leitura: 7 minutos

Compartilhe!

O fundador e diretor da Rádio Maria afirma: “Nossa Senhora vê que o homem rejeita Deus e pode destruir o planeta. Por isto Ela veio como Rainha da Paz, para nos proteger”.

“Estas são as mais longas aparições públicas desde quando existem aparições marianas. Fazem parte de um plano que vai da Fátima até Medjugorje, como a própria Nossa Senhora disse. Verdadeiramente, que Ela veio para completar aquilo que começou em Fátima sobre um tempo de paz para a humanidade. Os próprios videntes dizem que estamos ainda no início deste plano em parte realizado com a conversão da Rússia que reconquistou a sua liberdade religiosa. Mas a maior parte ainda deve realizar-se porque a apostasia da fé é esta que acontece no Ocidente ao mesmo tempo em que o mundo, pela primeira vez na história humanidade, corre o risco da autodestruição”.

É este perigo de autodestruição que torna indispensável uma iniciativa assim tão potente da Mãe de Jesus ??

“Nossa Senhora disse que veio para despertar a fé em um mundo novo que está sem Deus. Nossa Senhora vê que nós estamos construindo um mundo sem Deus: por isto somos infelizes e por isto não existe nem futuro nem Vida Eterna. A autodestruição é uma possibilidade concreta: o homem pode destruir o planeta no qual vive e Nossa Senhora veio como a Rainha da Paz para nos proteger”.

Em seu livro “os segredos de Medjugorje” que IL GIORNALE publicará amanhã o senhor escreve dando indicações metodológicas que “devemos saber ler os acontecimentos humanos em suas conexões com os acontecimentos espirituais”. Depois usa um termo muito forte falando do “encontro apocalíptico” e do “combate” entre as forças do bem e do mal.

“Nossa Senhora deu a visão teológica do atual momento histórico desde os primeiros meses das aparições quando disse que está acontecendo  uma batalha entre o Seu Filho e satanás. E que seu Filho vencerá, mas que também satanás terá a sua parte”.

Que parte será esta ?

“Como já disse em Fátima, Nossa Senhora já disse que hoje muitas almas vão para o Inferno”.

Porque nestas mensagens fala-se tanto do papel de satanás ? Normalmente estamos habituados a não falarmos nisso, a considerá-lo como uma entidade de tempos passados…

“A mensagem central de Medjugorje é que Jesus Cristo é o Salvador do mundo e que o Céu é a meta que devemos buscar com todas as nossas forças. No centro está o Amor de Deus. Mas Nossa Senhora fala para um mundo que em grande parte recusa Deus e portanto abre a perspectiva ao Inferno. Uma de suas frases recorrentes é que para o Inferno vão aqueles que desejam ir… o catecismo fala da autoexclusão”.

O senhor escreve em seus livros que com as Suas aparições, com as Suas mensagens é como se Nossa Senhora suprisse uma “falta de catequese” e quisesse guiar os cristãos através das palavras reveladas aos videntes. É isso mesmo ?

“Não existem dúvidas de que como em nenhuma outra aparição, em Medjugorje vem mensagens regulares que são uma verdadeira e própria forma de evangelização. Uma evangelização materna, simples mas muito profunda e muito católica, que está absolutamente conforme a sã doutrina”.

Mas para o senhor não lhe parece que, graças a mídia, nunca como nestes anos a catequese do Papa, o Vigário de Cristo, é divulgada em todo o mundo ?

“Existe uma impressionante sintonia entre o que Nossa Senhora diz e o que disse os últimos três Papas: São João Paulo II, Bento XVI e Francisco. Ou seja: a centralidade da Pessoa de Cristo. Dele vem toda a vida cristã: os sacramentos, de modo particular a confissão, a eucaristia e a oração”.

Insisto: não bastaria somente seguir o magistério do Papa e dos Bispos para ser cristão ?

“Sim, certamente. Mas não esqueça que Nossa Senhora tem um papel materno que não substitui a Igreja mas o apoia”.

Como podemos compreender a escolha dos seis videntes ?

“No meu entendimento a coisa mais significativa é a escolha de uma vila dentro de um país na famosa cortina de ferro. Nossa Senhora preparou a queda do comunismo que profetizou desde 1981, ou seja 10 anos antes que acontecesse. Depois convidando ao jejum e à oração para que não acontecesse a terceira guerra mundial como poderia acontecer”.

Estas seis crianças não tinham nada de especial: porque foram escolhidos ?

“Porque, segundo as palavras de Nossa Senhora, não eram nem melhores e nem piores do que os outros. Mas é necessário dizer que depois de 32 anos são fiéis na suas tarefas, também porque desde os primeiros anos foram perseguidos pelo comunismo e pela polícia política com ameaças ás suas famílias, interrogatórios e prisões imprevistas”.

Mais do que a Medjugorje, as aparições são ligadas aos videntes: Marija vive em Monza, na Itália e Ivan passa longos períodos em Boston, nos Estados Unidos.

“Todos os seis videntes eram de Bijakovic, um pedaço de Medjugorje, aos pés da colina das primeiras aparições, onde também Marija e Ivan passam uma boa parte do ano. É em Medjugorje que Nossa Senhora dá graças particulares, como Ela mesmo disse. Mas estas aparições não são ligadas ao lugar, mas aos videntes em qualquer parte do mundo em que se encontrem”.

Alguns dizem que durante os anos os videntes enriqueceram…

“Em Medjugorje todas as famílias vivem de acolher os peregrinos. Não existem outras possibilidades de trabalho. Todos procuram ter disponíveis pelo menos 50 camas para poder hospedar um ônibus. Também os videntes, que tem família e filhos, proveem deste modo o seu sustento. Casa e trabalho fazem parte do pão cotidiano que rezamos e pedimos ao Senhor. Há também dizer que em Medjugorje a demanda por acomodação é maior do que a oferta “.

Porque é assim importante a questão da queda do comunismo ? Me parece não por uma questão de classes e de números, quanto por uma questão filosófica: representa a pretensão do homem de agir sem Deus.

“A questão do comunismo diz respeito à sua visão ateia e materialista da vida que, nos anos foi sustentada pelo Estado com a perseguição da Igreja. Não é tanto uma questão política, mas ideológica no sentido de que esta visão permanece a verdadeira e grande tentação do mundo moderno. Isto é o homem se coloca no lugar de Deus. Pretende salvar-se sozinho, de ser autossuficiente”.

Nossa Senhora insiste no jejum e na penitência. É um cristianismo um pouco quaresmal o que aflora destas aparições ?
“O que vem de Medjugorje é um cristianismo centrado na oração, em particular nos sacramentos da Eucaristia e da Confissão. Hoje a tentação mais grave é a perda da fé e o antídoto mais eficaz é a oração”.

Acreditar nas aparições de Medjugorje entretanto não é obrigatório para ser cristão ?

“Medjugorje é o maior acontecimento em dois mil anos de cristianismo. Perder a ocasião de ter Nossa Senhora como guia no caminho espiritual é um certo sentido imperdoável. Seria insensato negligenciar ou desprezar uma ajuda deste tamanho “.

A Igreja entretanto ainda não reconheceu oficialmente…

“A Igreja não dará um parecer oficial até que tudo não esteja concluído. Mas ao mesmo tempo observa Medjugorje e se alegra pelas conversões”.

Traduzido do italiano por Gabriel Paulino – fundador do Portal Medjugorje Brasil – www.medjugorjebrasil.com.br

Matéria original: http://www.ilgiornale.it/news/interni/apparizioni-medjugorje-antidoto-fine-mondo-919922.html

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *