Nossa Senhora disse:”Vocês são a igreja viva. Vocês são o pulmão da igreja.”

Compartilhe!

Tempo de leitura: 10 minutos

Desde junho de 1981, a Gospa me escolheu para ser um instrumento em suas mãos. Para mim este é certamente um grande presente, mas também é uma grande responsabilidade.
Nos últimos anos, a Gospa nos deu muitas mensagens. Por isso, gostaria de me deter nos mais importantes: paz, conversão, oração com o coração, penitência e jejum, fé, amor, perdão e esperança.
No início das aparições, em 1981, a Gospa se apresentou como “Rainha da Paz”. Suas primeiras palavras foram: “Queridos filhos, venho porque meu Filho está me enviando para ajudá-los. Queridos filhos, paz, paz, paz! Que a paz reine no mundo! Queridos filhos, a paz deve reinar entre os homens e Deus e entre os homens ! Queridos filhos, este mundo, esta humanidade está em grande perigo e ameaça destruir-se ”. Estas foram as primeiras mensagens, as primeiras palavras que a Gospa enviou através de nós ao mundo. A partir dessas palavras, vemos qual é o maior desejo da Gospa: paz. A Mãe vem do Rei da Paz. Quem pode saber melhor do que a Mãe o quanto é necessária a paz hoje para este mundo cansado, para as famílias cansadas, para os jovens cansados, para a Igreja cansada.
A Mãe vem até nós porque quer nos ajudar, consolar e encorajar. Ele quer nos mostrar o que não é bom, nos levar a seu Filho no caminho da conversão.
A Gospa disse em uma mensagem: “Queridos filhos, hoje mais do que nunca o mundo de hoje, a humanidade hoje, está passando por seus momentos difíceis, suas crises difíceis. Mas a maior crise, queridos filhos, é a crise da fé em Deus , porque vocês se distanciaram de Deus. Queridos filhos, o mundo de hoje, a humanidade de hoje escolheu o futuro sem Deus. Queridos filhos, hoje não há mais fé, a oração desapareceu em suas famílias, os esposos não têm mais tempo para o outro, os pais não têm mais tempo para os filhos ”.
Não há mais fidelidade nos casamentos, não há mais amor nas famílias. Existem tantas famílias desfeitas, famílias desfeitas. Hoje são tantos os jovens que vivem longe dos pais, tantos abortos pelos quais correm as lágrimas da Madre. E a Gospa diz: “Queridos filhos, se não há paz no coração do homem, se o homem não tem paz consigo mesmo, se não há paz nas famílias, não pode haver paz no mundo. não falem de paz, mas comecem a viver a paz! Vocês não devem falar de oração, mas comecem a viver a oração! Queridos filhos, somente com o retorno da paz e com o retorno da oração em suas famílias, então sua família será capaz de curar espiritualmente. No mundo de hoje, hoje mais do que nunca, é necessário curar espiritualmente. “
A Gospa diz: “Queridos filhos, este mundo de hoje está espiritualmente doente”. Este é o diagnóstico da Mãe. Mas a Mãe não só faz o diagnóstico, ela nos traz o remédio, o remédio para nós e para as nossas dores, um remédio divino. Ela deseja curar nossas dores, deseja curar nossas feridas com tanto amor, ternura, calor materno. A Mãe vem a nós porque deseja erguer esta humanidade pecadora, a Mãe vem a nós porque se preocupa com a nossa salvação. E Ela nos diz em uma mensagem: “Queridos filhos, estou com vocês, venho entre vocês porque quero ajudá-los para que a paz chegue. Mas, queridos filhos, eu preciso de vocês, posso alcançar a paz com vocês. Portanto Queridos filhos, decidam-se pelo bem e lutem contra o mal, contra o pecado”.
A Mãe fala de maneira simples e compreensível. Nestes anos, muitas vezes repete os mesmos convites porque nunca se cansa, como o fazem as mães que repetem para os filhos um pouco preguiçosos: “Seja boazinha! Estude! Obedeça!”. Que mãe aqui hoje pode dizer que tem tanta sorte que só teve que dizer algo ao filho uma vez e nunca mais disse? Não existe mãe assim: toda mãe tem que repetir para manter a atenção dos filhos acordada.
A Mãe não veio até nós para nos assustar, para nos reprovar, para nos criticar, para nos falar sobre o fim do mundo, as catástrofes, a segunda vinda de Jesus. A Mãe vem como a Mãe da esperança, da esperança que quer levar às famílias, à Igreja. A Gospa diz: “Queridos filhos, quem reza não deve ter medo do futuro”. E ainda: “Queridos filhos, se vocês são fortes, então a Igreja também será forte, se vocês forem fracos, a Igreja também será fraca Queridos filhos, sois a Igreja viva, sois o pulmão da Igreja e, queridos filhos, por isso os convido: trazei a oração de volta às vossas famílias! Que cada uma das vossas famílias seja um grupo de oração onde oramos. Não há Igreja viva sem famílias vivas! Este mundo pode ter futuro, mas com uma condição: deve retornar a Deus! ”.

A Gospa então convida, especialmente os jovens, a formarem grupos de oração nas paróquias. A Gospa também convida os sacerdotes para criar e organizar grupos de oração para jovens, casais em suas paróquias. A Gospa nos chama especialmente para a oração familiar.
Ele então nos diz que a Santa Missa deve ser o centro de nossa vida. Em uma aparição, a Gospa disse, ela nos disse, éramos todos e seis junto com ela, ela nos disse: “Queridos filhos, se amanhã vocês têm que decidir se vêm a Mim, se encontram comigo ou vão à Santa Missa , não, queridos filhos, não, vocês não devem vir a mim: vão à Santa Missa”. Porque ir à Santa Missa significa ir ao encontro de Jesus que se entrega na Santa Missa. Encontrar-se com ele, conversar com ele, abandonar-se a ele, acolhê-lo.
A Gospa também nos convida à confissão mensal, à adoração do Santíssimo Sacramento, à veneração da Cruz, a rezar o rosário inteiro todos os dias, ela recomenda o jejum de pão e água às quartas e sextas-feiras, ela nos pede que perdoemos, amar e ajudar os outros.
Ele nos convida de modo particular à leitura cotidiana da Sagrada Escritura nas famílias. A Gospa diz em uma mensagem: “Queridos filhos, que a Bíblia esteja em um lugar visível em todas as suas famílias. Leiam a Sagrada Escritura para que, lendo a Sagrada Escritura, Jesus possa renascer em suas famílias e em seus corações. Que a Bíblia seja seu alimento. Espiritual em sua jornada de vida. Perdoem os outros, amem os outros “.
A Mãe carrega todos nós em seu Coração, a Mãe nos colocou em seu Coração. Em uma mensagem ele diz tão bem: “Queridos filhos, se vocês soubessem o quanto eu os amo, vocês chorariam de alegria!”. Tanto é o amor da Mãe! Todas as mensagens que a Mãe nos deu nestes anos, ela as transmite para o mundo inteiro. Não há mensagem para nenhum estado ou nacionalidade, você está se dirigindo a todos, a todos os seus filhos. Cada vez que nos dá uma mensagem, as primeiras palavras que diz são: “Meus queridos filhos”. Ela se volta para todos os seus filhos porque é a Mãe de todos nós, porque nos ama a todos, porque para ela somos todos importantes, todos necessários.
A Mãe de modo particular nos convida a rezar com o coração. O que significa rezar com o coração? Rezar com o coração antes de tudo significa rezar por amor e com amor, rezar com todo o seu ser, para que a nossa oração que oramos seja verdadeiramente um encontro com Jesus, um diálogo com Jesus, um descanso junto com ele para que possamos terminar a oração cheios de paz e alegria. Mas a Gospa sabe que não somos perfeitos, a Gospa sabe que às vezes é difícil para nós nos recolhermos em oração porque nossos pensamentos muitas vezes se perdem em lugares distantes. É por isso que a Gospa quer que nos matriculemos na escola de oração, que aprendemos todos os dias. Porque a oração é uma escola que não dura nem dois anos nem vinte anos, mas dura a vida toda.
É importante perseverar na oração. A Gospa quer que oremos três horas todos os dias. Quando a Gospa nos pede para rezar três horas todos os dias, ela não nos pede para rezar três horas ao mesmo tempo ou que rezemos apenas o Rosário nessas três horas, mas a Gospa deseja que nas três horas de oração também haja a Santa Missa, a leitura da Sagrada Escritura, a oração do Rosário, a oração familiar, o diálogo familiar, o fazer o bem, a ajuda ao próximo. Isso é o que a Gospa deseja, este é o programa para o qual a Gospa convida. A Gospa diz: “Queridos filhos, se vocês querem ir para a escola de oração, então devem saber que na escola de oração não há férias, não há fim de semana. E queridos filhos, se vocês quiserem orar melhor, então você deve sempre rezar mais “. Orar mais é uma decisão pessoal, orar melhor é uma graça que Deus dá a quem decide orar mais. Hoje, muitas vezes, quando falamos sobre oração, muitas vezes sabemos dizer que não temos tempo para orar, que trabalhamos muito, que estamos ocupados com essas ou aquelas coisas, vamos para casa trabalhar, temos que cozinhar, limpar, fazer essas ou outras coisas. Não encontramos tempo para os filhos, para a família. Quando temos que orar, muitos dizem que o problema é o tempo. Mas a Gospa diz a todos nós simplesmente, ela diz: “Queridos filhos, não, vocês não podem repetir sempre que não têm tempo. O verdadeiro problema não é o tempo, queridos filhos, mas o amor. Porque, queridos filhos, quando um pessoa que ama alguém sempre encontra tempo para ela, mas se não ama nunca encontrará tempo ”.
É por isso que a Gospa nos convida tanto à oração: porque ela deseja nos despertar do cansaço espiritual, deste coma espiritual em que se encontra o mundo, e nos fortalecer na fé e na oração. Somente dando a Deus o primeiro lugar na vida, o mundo pode ser salvo.

PARA ADQUIRIR PRODUTOS DE MEDJUGORJE CLIQUE AQUI

SE QUISER VIAJAR CONOSCO ATÉ MEDJUGORJE MANDE WHATSAPP PARA (85)98843-5572

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *