Alegar a condenação de Medjugorje é desobediência

Compartilhe!

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

As restrições do Vaticano sobre os encontros de Medjugorje estão longe de serem uma condenação formal e aqueles que dão essa impressão, de fato estão desobedecendo a autoridade da Igreja, usurpando o papel de Papa Francisco, disse o professor Mark Miravalle que pede aos partidários de Medjugorje para orar e obedecer.

markmiravalle-e-papa-bento
Professor Mark Miravalle com o Papa Bento XVI

Peregrinações ainda são permitidas, Medjugorje não foi condenada, e as restrições do Vaticano recentemente impostas sobre os encontros públicas não mudam nada a este respeito. Na verdade, quem retrata as restrições como uma condenação formal, estão desobedecendo a autoridade legítima da Igreja  por antecipar uma decisão que ainda não foi tomada.

Estes são os principais pontos de um artigo do Professor Mark Miravalle após a instrução de 21 de outubro de 2013 que restringiu os encontros sobre Medjugorje nos Estados Unidos para encontros onde a credibilidade das aparições tenha sido dada como concedida. Miravalle, professor de Teologia e Mariologia e especialista em avaliação de aparições pela Igreja , e escreveu vários livros sobre Medjugorje.

papafranciscoabencoando
Apenas Francis Papa pode declarar Medjugorje condenado, e quando isso não aconteceu, chamando Medjugorje condenado é a desobediência a autoridade legítima da Igreja, diz o professor Mark Miravalle.

“para o público em geral eu diria: sejam claros e cuidadosos para não tomar a nova restrição como uma declaração definitiva da Igreja contra a autenticidade de Medjugorje. A Congregação para a Doutrina da Fé tem o direito, por qualquer motivo, para implementar maiores restrições enquanto a Comissão Vaticana conclui os seus estudos, que antes irá para o Papa Francisco para o julgamento final” escreve Mark Miravaille.

“Mas o fato é, o processo Igreja não acabou. Medjugorje não foi declarado “constat de non” (não autêntica, N.. do T.) pela carta do Núncio dos EUA, e qualquer conclusão ou promulgação agora de que Medjugorje foi oficialmente condenada seria uma  desobediência à própria autoridade competente da Igreja. Para isso seria usurpar o papel da Congregação para a Doutrina da Fé e, finalmente, do próprio Papa Francisco para fazer o discernimento final da autenticidade de Medjugorje, que pertence somente ao Magistério da Igreja ” o professor continua.

Em sua declaração, Mark Miravalle também dirige-se a milhões de seguidores de Medjugorje em todo o mundo aos quais ele pede para “orar e obedecer” :

“Esta nova restrição (o que não é uma proibição formal) pode, de fato, tornar-se uma oportunidade providencial para mostrar ao mundo que a grande maioria dos seguidores de Medjugorje vive e respira no coração da Igreja, em plena obediência à Igreja, e não são “fanáticos marginais”, cuja fé baseia-se apenas em uma alegada aparição, como alguns críticos afirmam, às vezes. A prova é a obediência “, conclui Mark Miravaille.

Matéria original: http://www.medjugorjetoday.tv/10189/claim-of-condemnation-is-disobedience/

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *