MARIE MURPHY: “EM MEDJUGORJE ME LIVREI DAS ILUSÕES DA NOVA ERA”

Compartilhe!

Tempo de leitura: 7 minutos

Marie Murphy em sua entrevista para www.marytv.tv

Em 19 de maio de 2014, foi publicado o testemunho de Marie Murphy no programa “Frutos de Medjugorje” no site www.marytv.tv Tirei um tempo para transcrever a sua história para os nossos leitores, mas não me sentia pronta para fazê-lo até agora. Talvez alguém na nossa lista de emails precisa ler a história dela.

Marie começou seu testemunho  falando um pouco sobre si mesma. Ela mora em East Sussex na Inglaterra, e era uma ex-atriz, tendo trabalhado em um teatro em Londres. Ela foi atriz na década de 1990. Após casar e começar a constituir a sua família, a sua carreira ficou em segundo plano. Marie lembrou que na idade de 12 anos ela se inscreveu na ordem das carmelitas porque queria se tornar uma delas; mas em poucos anos ela começou a ir na direção contrária em sua espiritualidade:

“Uma coisa leva a outra, e eu não gostaria de falar de detalhes, mas basicamente eu entrei numa fase materialista, egoísta, uma fase escura, realmente um monte de dor de cabeça para mim e para os outros”. Ela parou de ir à Igreja, mas após nascer seus filhos, ela voltou. Ela disse que foi uma fase superficial. Ela ficou feliz por pouco tempo, mas quando seu casamento terminou, ela disse: “o divórcio intensificou esta minha fase escura. Para ser honesta, Eu estava muito amarga, brava e ressentida – este era o meu estado comum. Porque eu ? Porque eu, Deus ? O Deus para o qual eu retornei – porque isto está acontecendo ?”

O livro que mudou a vida de Marie Craig falava das aparições de Medjugorje.

Após Marie superar o fracasso do seu casamento, ela começou a procurar: “eu estava sempre procurando, mas posso dizer, procurava nos lugares errados”. Na idade dos 18-19 anos, ela começou procurando por respostas na astrologia. Ela disse que foi envolvida com a astrologia por quase 30 anos, tanto que, passou a ter clientes. Marie mergulhou mais e mais fundo através do seu interesse nos assuntos esotéricos, por causa de sua curiosidade. Ela disse que não chamava isto de “Nova Era” quando começou a entrar nisso durante a sua adolescência, mas depois compreendeu o que era isto. Ela envolveu-se com Reiki e com Xamanismo. Também se envolveu profundamente com Meditação Oriental e relaxamento bem como a Yoga. Depois passou a ter interesse pelos cristais: “Realmente pensei que poderia ajudar as pessoas com esse tipo de coisa. Esse foi o meu impulso. “Um dia, enquanto Marie continuava em sua busca, pegou um livro chamado Spark from Heaven de Mary Craig. A capa dizia: “O mistério de Nossa Senhora de Medjugorje”. Mary disse que: “Ficou absolutamente impressionada com isso” e leu sobre as mensagens de Nossa Senhora. Ela ficou animada e começou a procurar outros livros sobre Medjugorje. De vez em quando sentia o desejo de ir até Medjugorje.

Quando participou de uma aparição de Nossa Senhora no Estados Unidos para um dos videntes de Medjugorje ela disse: “Foi uma experiência extraordinária para mim. Eu me senti como uma criança, surpresa de uma maneira boa”. Quando voltou para casa, o seu terço tinha virado de ouro. Ela começou a se sentir como uma criança de 12 anos novamente, cheia de amor por Nossa Senhora e pelos santos. Ela queria ler livros sobre santos todo o tempo. “Eu comecei a ir à Missa todos os dias, desejando a Missa todos os dias, desejando rezar o Rosário todos os dias e querendo jejuar”. Os membros da família não podiam acreditar em quanto ela estava diferente. “As pessoas achavam que eu estava ficando totalmente louca, especialmente os meus filhos”. Marie disse que foi em peregrinação um ano e meio depois. Naquele tempo, ela já estava lendo a Bíblia, rezando o Rosário e jejuando.

Durante a peregrinação ela ouviu uma palestra dada por frei Danko no salão amarelo atrás da igreja de São Tiago em Medjugorje. Ela não tinha ideia sobre qual tópico seria. “Então um frei gigante entrou na sala e começou a falar com uma cara séria. Eu pensei: estou com minha caneta e caderno na mão, estou pronta”. Mas Marie não estava preparada para as palavras que ela ouviu.  Frei Danko disse: “Astrologia = errado ! Nova Era = bobagem ! Reiki = não ! Meditação Oriental, Cartas de Tarô…” Marie disse que ele disse tudo aquilo que ela estava envolvida e a deixou surpresa. Embora ela vivesse a maioria das mensagens de Nossa Senhora, ela não tinha ainda abandonado as práticas de Nova Era e ficou: “muito feliz, estando entre os dois mundos”. “eu achava que estava na luz, mas eu estava viciada – acho que era algum tipo de vício pelo lado oculto. Tinha desistido de outros vícios, mas não este de práticas ocultas”.

Quando Marie voltou para sua casa ela viu livros de astrologia que tinha comprado para ela, então ela os colocou em uma gaveta, fora da sua vista. Então ela pensou: “Será que isto é tão ruim, realmente tão errado ? Eu não sou uma pessoa ruim”. Ela manteve esta conversa consigo mesma por várias semanas após retornar da sua peregrinação. Ela continuou a agarrar-se às suas práticas da Nova Era porque trazia para ela um sentimento de segurança. Marie de vez em quando consultou um “sábio sacerdote que me mostrou algumas coisas”. Ele mostrou para que as forças por trás do interesse pela Nova Era eram um “glamour pela escuridão”. Marie ainda não estava consciente da escuridão imediatamente, mas admitiu que existia um certo “glamour” nisso. Ela começou a entender que o termo da Nova Era chamado de “trabalhador leve” era realmente uma “luz escura, uma luz ilusória, uma luz enganadora”.

“Se eu consultava livros de astrologia para ter um dia bom, se a lua estiver naquela fase… o que era uma maneira ridícula de viver. Eu realmente não estava confiando, verdadeiramente confiando no Senhor. Eu não estava me entregando verdadeiramente”. Após falar com este sacerdote, Marie decidiu mudar as suas maneiras de agir:  “Eu decidi pela primeira vez em minha vida ser obediente. Eu compreendi que fui desobediente por décadas e que isto não me fazia feliz – estava bem longe da felicidade”.

Ela sentiu grande alegria em jogar fora todos os livros da Nova Era. As pessoas perguntavam para ela porque estava destruindo os livros e não os vendendo mas ela disse: “Eu senti o quanto isso estava errado. Eu senti que Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida – não estas bobagens”. Marie disse que este foi o período mais feliz de sua vida.

Marie concluiu seu testemunho assim: ” Através das mensagens de Nossa Senhora e através do que eu li e experimentei aqui em Medjugorje, o coração é o centro de tudo. . O amor é o centro de tudo. O amor é a chave para tudo. Sem o coração, não podemos fazer nada. Não somos nada. Sem Deus, sem Jesus, não somos nada. Isso me levou todo esse tempo para perceber isso. E eu estou tão agradecida. Eu me sinto tão abençoada, e eu sou tão grata à Mãe Santíssima por tudo o que fui agraciada. E estou muito animada! Parece que estou numa grande aventura – o início de uma grande aventura. Então amo Medjugorje! Eu moraria aqui, mas temos que voltar para casa e espalhar a mensagem …”

Traduzido do inglês por Gabriel Paulino – fundador do Portal Medjugorje Brasil – www.medjugorjebrasil.com.br

Matéria original: http://www.spiritofmedjugorje.org/issues/Feb2017pdf.pdf

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.