VIM AGRADECER A NOSSA SENHORA POR TER ME CURADO

Compartilhe!

Tempo de leitura: 3 minutos

VIM AGRADECER A NOSSA SENHORA POR TER ME CURADO

Holly Domingues, curada em Medjugorje

Em junho de 1999, Holly Dominguez veio em uma cadeira de rodas com seu marido e, após encontros e orações em Medjugorje, ela se sentiu melhor e começou a andar e a usar suas mãos normalmente – algo que não pode fazer por anos. Neste ano, ela veio novamente com seu marido e seus quatro filhos para agradecer à Nossa Senhora pela sua cura. Embora já tivéssemos publicado o testemunho da senhora Dominguez, desta vez ela quer confirmar tudo e testemunhar sobre a sua nova vida.

Estive doente com distrofia muscular por 23 anos. Faz um ano de minha cura – ou mais corretamente, ela aconteceu dia 17 de junho de 1998. Desde então, eu frequentemente falo sobre minha experiência. Acho que minha família já está cansada dos meus testemunhos. Meus quatro filhos reagiram de maneiras diferentes à minha cura. Por exemplo, meu filho de 19 anos não acreditava, mas quando me viu ajoelhada na igreja, ele acreditou porque eu não podia ajoelhar antes. Meu filho mais velho, que tem 21 anos, não queria ouvir falar disso de jeito nenhum. Minhas filhas reagiram de maneira diferente, elas ficaram felizes. Minha filha mais velha cuidava de mim o tempo inteiro; ela era como uma mãe pra mim. Quando notou que não precisava mais da ajuda dela, ela se sentiu rejeitada, como uma mãe quando compreende que seu filho não precisa mais da ajuda dela. Minha recuperação colocou meus filhos em outra situação na qual não sabiam o que fazer no começo. Por exemplo, eles não queriam falar sobre a minha recuperação com seus amigos, porque tinham medo de serem vistos como fanáticos religiosos. Contudo, o choque inicial passou e eles começaram a falar sobre isto.

Você lembra-se de outras reações ?

Minha sogra estava me esperando no aeroporto. Quando ela viu que eu estava caminhando, a primeira coisa que disse foi: “Onde está a cadeira de rodas ?” Ela repetiu a pergunta algumas vezes, muito alterada. Quando voltamos para casa, ela gravou tudo em vídeo, escreveu meu testemunho, o gravou em fitas e os deu para todos os que conhecia. Ela é uma testemunha incansável. Um de nossos amigos quis publicar um livro sobre este assunto.

Como eles experimentaram a cura da mãe deles e o que significou para eles ?

Elisia: Eu esperava que algo acontecesse e rezei por isto quando minha mãe estava em Medjugorje pela primeira vez. Eu não disse nada sobre isto aos meus amigos, porque eles não tem fé. Posso dizer que não acreditava em Deus verdadeiramente até que me convenci quando minha mãe foi curada. Agora eu sei que Deus existe. Eu não ia à Igreja antes, mas agora eu vou.

Jonathan: Primeiramente, eu não acreditei, mas quando eu vi que ela podia agora o que não podia antes, eu acreditei. Quando eu era criança, queria ser sacerdote. Eu sempre acreditei em Deus, mas agora é muito mais fácil acreditar. Estou convencido que se pedimos algo a Deus, Ele irá responder.

Amy: Eu experimentei um choque. Mas quando me convenci de que minha mãe estava realmente recuperada, minha fé retornou. É mais fácil para mim acreditar que Deus existe e que Ele ajuda as pessoas.

Ao serem perguntados sobre se gostaram de Medjugorje, seus filhos responderam:

Elisia: É muito bonito aqui

Matthew: Eu gostei de subir as montanhas. Agora estou cansado porque subi a montanha descalço hoje pela manhã.

Amy: Realmente é muito bonito aqui. As pessoas são muito legais.

Se desejar algum produto vindo de Medjugorje CLIQUE AQUI

Se quiser ir conosco para Medjugorje, ligue ou mande whatsapp para (85)98706-0200

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *