Deuses hindus são demônios descobre padre em Medjugorje

Compartilhe!

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Antigo professor de meditação transcedental, este padre oferece-nos um testemunho em primeira mão sobre a falsa paz e as ciladas sutis que encontramos. Conta-nos Padre Robert:

Eu tinha um amigo muito querido que estava sempre calmo. Perguntei-lhe como fazia e ele disse-me: “Faço meditação transcedental!”. Então, tirei algumas informações e pensei: “Também gostaria de fazer!”. Ele arranjou-me um professor americano que me ensinou a MT. Desde o princípio senti uma grande paz invadir o meu corpo e pensei que gostaria de ensinar isso aos outros ! Sentia realmente uma paz de uma imensidade inacreditável. Isso fez-me parar com a droga quando se faz a MT. Por fim, tornei-me professor de MT.

Depois, encorajado por meu irmão, vim a Medjugorje. Como turista, por simples curiosidade! Uma noite, na colina das aparições, de joelhos junto a cruz, fazia a minha sessão de MT e os outros peregrinos rezavam junto de mim. Um deles começou a rezar em línguas e, mal começou, tive uma sensação muito desagradável nas minhas entranhas. Sentia que devia dizer alguma coisa. De repente comecei a falar também em línguas, e ele e eu defrontávamos em línguas. Isso fez-me tomar consciência de que o maligno também pode falar em línguas !

Depois desta experiência em Medjugorje, continuei o meu trabalho, as minhas viagens e a minha vida de pecado, me pus a ler a Bíblia e a rezar o Terço. Fazia sempre  a MT e sentia uma atração incontrolável por mulheres. Uma vez, a caminho de Istambul, onde devia encontrar-me com uma mulher turca para uma escapadela romântica, parei de novo em Medjugorje. Após alguns dias de estadia, anulei o resto da viagem e o encontro. Decidi ficar mais tempo em Medjugorje. Então quis confessar-me. Antes da confissão, durante a oração de cura depois da missa, fiz esta experiência: eu estava de joelhos e imaginava o sangue de Cristo a correr sobre mim. Tinha os olhos fechados. De repente, vi uma medonha figura negra, uma espécie de cruzamento entre o lavagante e o escaravelho, a desfilar diante dos meus olhos. Instintivamente pensei: é um espírito maligno que devo libertar-me.

Na confissão, quando o padre ouviu isso, disse: “Ah! É interessante ! Diga-me, faz jejum ?” Respondi afirmativamente e o padre disse-me: “Bem! Porque o poder do Espírito Santo é maior quando se jejua”. Depois, durante uma longa e intensa noite de oração o padre, em nome de Jesus Cristo, amarrou os espíritos maus que estavam em mim. Recomendou-me que renunciasse a cada um deles. O padre continuou a rezar toda a noite e eu sentia uma dor intolerável nas minhas entranhas. Havia manifestações bizarras. Uma vez, saiu da minha boca um jato de vapor. Depois encontrei-me de mãos e joelhos no chão. O padre aspergia-me com água benta e colocou o crucifixo sobre o meu estômago e a dor tornou-se ainda mais intensa. A dado momento, nessa noite, quando o padre perguntou: “Em nome de Jesus Cristo, quem és tu ?, pus-me a recitar o meu mantra de meditação transcedental. Ora, é proibido revelar o seu mantra porque isso baixa o poder de concentração sobre si próprio. Então surpreendi-me por tê-lo dito. Perguntei ao padre se havia algum problema com a MT e expliquei-lhe porque tinha recitado o meu mantra de MT: “Bem, disse-me o padre, isto respondeu ao poder e a autoridade de Jesus Cristo!” Mais tarde, ele e eu encontramos fontes e descobrimos o significado deste mantra: era o nome do demônio do desejo sexual. Explicou-se a atração incontrolável que sentia pelas mulheres. Num outro momento do exorcismo, saiu o nome de outro demônio, e era o nome do meu professor de MT !

Depois disso acabei com a MT e comecei a ir com frequência a Medjugorje, passando meu tempo no Krizevac e rezando por um discernimento. Comecei uma novena a Nossa Senhora e no terceiro dia, assistindo a Santa Missa, ouvi claramente durante o ofertório: “Quero que sejas padre!“.

Fiquei em choque! Não sabia o que fazer. Deixei a Igreja assombrado e dirigi-me ao restaurante orando a Maria: ” Se tu queres realmente isso de mim, tens de me ajudar por causa do meu desejo de casar e ter filhos”. Ela respondeu-me: “Dar-te-ei mais filhos do que podes imaginar“.

E aí começou outra parte da minha vida. Sim, tornei-me padre ”

História recolhida por irmã Emmanuel – http://childrenofmedjugorje.org/2010/01/14/july-15-2006/

 

Compartilhe!

11 Comentários


  1. Um apontamento muito esclarecedor, que se faça circular, porque muitos católicos, entram nestas novas filosofias, porque são mais fáceis e sem grande compromisso, enquanto a Fé em Jesus e Maria implica, desinstala, incomoda….sobretudo o pecado, sim porque todo o pecado dá um certo gozo, logo os católicos tem que esforçar-se para não cair nele…. enquanto essas filosofias, deixam tudo à vontade.
    Que bem que Jesus com a sua Misericórdia, liberta e temos que exortar aos que andam no erro.

    Responder

  2. eu acredito em medjugorje tenho testemunho de tres noites com visoes de jesus me apresentando maria nossa mae no altoe ela tinha na cabeça 12 estrelas elogo que eu ajoelhei e beijei seus pes ela desapareceu ,mais nao parou ai tive outras visoes durante as outras noites ela varias vezes eu vi ela saindo de uma estatua em frente de uma igreja e me abraçou e eu sentti que estava me falando algo mas no outro dia nao me lembrava ate uma noite ouvi uma voz celestial me disse.reze por que voce vai passar disiculdade e me mostrou oterço que ia no ar voava de lado para ooutro eeu fiquei teimando com ela que minha sobrinha tinha mais fe ela disse ,queeu que tenho de rezar ,edepois de varias visoes com ela ums10aos depois meu esposso teve cançer na boca quase morreu se nao sosse por ela que entersedeu a seu filho jesus agradeço quaze todos os dias por aajuda que ela nos deu sei que ficou sequelas ele nao consegue comer ,so coisas batidas mas ela me mostrou ele perfeito gordo.acedito que tudo vai dar certo se deus permitir,ainda vou daroutro,testemunho edurante este tempo que ele estava doente eu via ela perto de mim me dando força ela e maravilhosa amorosa linda so quem viu sabe contar,tenho mais coisas mas ja faleidas prinsipais,obbrigada por tudo mae por asenhora esistir eseu filho jesus.

    Responder

  3. CADA ORAÇÃO QUE NOS FAZEMOS JUNTO DA MÃE FLUI COMO UM BÁLSAMO DE CURA PARA TODOS OS MALES DO MUNDO E NOS LEVA AO AMOROSO CORAÇÃO DE SEU FILHO JESUS QUE É O ÚNICO CAMINHO PARA A SALVAÇÃO DE CADA UM DE NÓS PARA ALCANÇARMOS A VIDA ETERNA QUE É O QUE DEUS ESPERA DE CADA FILHO SEU COM TODO AMOR E CARINHO.

    Responder

  4. Fiquei arrepiada, meus Deus! Como o maligno é astuto.Louvado seja Deus porque deu ao padre o discernimento necessário para sua libertação.

    Responder

  5. Fiquei arrepiada, meus Deus! Como o maligno é astuto.Louvado seja Deus porque deu ao padre o discernimento necessário para sua libertação.

    Responder

  6. acredito que a nossa Mãe Maria Santíssima nos aproxima do nosso Senhor a cada dia. sinto que ela me toma pelos braços quando fraquejo diante das dificuldades e faz com que eu busque a paz através da oração. acredito nas aparições de medjugorje e espero que a Igreja oficialize como verdadeiras.

    Responder

  7. Caro irmãos gostei da reportagem e me maravilhei com o testemunho do Pe Robert mas não gostei do título é meio sensacionalista mesmo porque ele não era padre quando aconteceu, e perde um pouco de credibilidade, pois neste mundo cheio de mentiras este título passa a idéia de que esta notícia é mais uma mentira.

    Responder

  8. Caro irmãos gostei da reportagem e me maravilhei com o testemunho do Pe Robert mas não gostei do título é meio sensacionalista mesmo porque ele não era padre quando aconteceu, e perde um pouco de credibilidade, pois neste mundo cheio de mentiras este título passa a idéia de que esta notícia é mais uma mentira.

    Responder

  9. ESTAMOS NO FIM DOS TEMPOS, É PRECISO QUE Q HUMANIDADE SE VOLTE PARA DEUS. NOSSA SENHORA NOS AVISA COM SUAS APARIÇÕES. REZEM MUITO PELA PAZ DO MUNDO.

    Responder

  10. Também já fui adepta de meditação, porém Budista, e de fato a sensação de paz é somente uma sensação, pq nos momentos cruciais em que ela é necessária, em que a paciência é necessária, só o que o que eclode é raiva e discussão.
    Sinto muito mais paz e equilíbrio depois que passei a rezar o rosário todos os dias.
    Uma experiência pessoal: quando seguimos Jesus e Maria, a perturbação e agressão verbal na rua são muito maiores, porém quando seguimos outra fé, é como se fôssemos invisíveis; obviamente estamos seguindo o que é mundano, o que não vem de Deus e por isso não somos perturbados, mas quando estamos com Jesus, logo somos notados.
    Passo muito pór isso, mais hoje em dia nem ligo mais pra isso, estou com Jesus e Maria.

    Responder

  11. Que publicação patética, os católicos pretendem ser menos ridículos do que os evangélicos; não supus que propagandeasse matéria desse tom duvidoso e mal intencionado.
    Não combina com a construção da falsa imagem de amor que os cristãos tanto querem divulgar.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *