TESTEMUNHO DA PEREGRINA SORTEADA ANA VITÓRIA NA PEREGRINAÇÃO MARÇO 2022

Compartilhe!

Tempo de leitura: 3 minutos

*Minha experiência em Medjugore 2022* Pela segunda vez tive a oportunidade de voltar a casa da mãe (a primeira vez havia sido em 2016)
*Um pouco da Ana Vitória na primeira vez em Medjugore*
Como alguns de vocês aquisabem, Medjugore é um local de peregrinação católica. Muitos vão lá para turismo, alguns paraver fenômenos sobrenaturais,mas creio que a maioria chega lá em busca de respostas para situações de suas vida, dificuldades etc. E eu, em 2016, fui com essa mesma intenção”respostas”. Poucos sabem aqui, mas nessa época eu estava cogitando entrar na congregação das irmãs de Belém, achava tudo muito lindo. Porém no fundo eu tinha certeza de que aquilo era apenas uma admiração. E foiessa a situação da primeira vez em Medjugore. Rezei, conheci pessoas e uma cultura totalmente diferente, queria morar lá, casar com alguém delá, viver todo santo dia em Medjugore. Quando voltei para casa naquele ano. Simplesmente TUDO e ao mesmo tempo NADA mudou. Já sabia que obviamente não tinha vocação para vida religiosa, tinha uma saudade imensa de Medjugore a ponto de chorar todo dia antes de dormir só pensando em quando voltaria a sentir aquela sensação defelicidade incondicional, como se eu pudesse alcançar o Céu por alguns minutos aqui na terra. Porém a minha realidade continuou a mesma, voltei para o colégio, iniciei o ensino médio aquele ano, voltei também para minha família, Paróquia, estudos…resumindo:retornei ao meu cotidiano
*Em 2022 foi tudo muito diferente*
Da mesma forma como da primeira vez tive aquela sensação de poder tocar o céu por alguns instantes.Medjugore traz uma paz imensurável, nunca mesenti tão leve como naquele lugar. Eu olhava aspessoas, o amanhecer, a cultura e pensava”felizmente nada mudou aqui”. Tudo lá reflete umjeitinho “mamãe”. A gente se sente cuidado e amado. Só estando de fato para saber realmente o que éMedjugore. *Porém algo mudou em mim*, logo de início, ainda que vivendo aqueles momentos incríveis, eu pensava comigo mesma _”não vejo a hora de voltar para casa”_. E eu não via a hora de voltar mesmo! A minha própriacircunstância gritava em mim *e eu só agradecia a Deus por estar sentindo aquilo*, porque não tem nada pior do que não querer voltar para sua própria realidade. Minharealização nessa viagem foi perceber o quanto sou abençoada, por estar estudando, por ter amizadesboas, uma família maravilhosa e um cotidiano que, por mais lindo que fosse estar em Medjugore, me chamava de volta. Estou muito feliz em casa também. Desde aprimeira volta, em 2016, já não havia saído de Medjugore, *não tem como voltar a mesma pessoa.* Esse lugar simplesmente continuou em mim, na minha vida cotidiana e nas minhas próprias circunstâncias. Já não há um momento a parte para”Igreja” e “Vida normal” tudo se misturou desde aprimeira vez. Felizmente eu tenho visto esse”extraordinário” acontecendo no próprio “ordinário” da vida. Se tem algo bom que a Virgem Maria cravou no meu coração foi, como dito por Madre Teresa,  “Quer fazer algo para promover apaz? Vá para casa e AME a suafamília.”É bom estar de volta 🙂

SE QUISER IR A MEDJUGORJE CONOSCO CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS !!!

SE QUISER PRODUTOS DE MEDJUGORJE CLIQUE AQUI

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.